Pauê: primeiro e único surfista bi-amputado do mundo

ESPORTES - PAUÊ LIVRO - O surfista e triatleta profissional biamputado Paulo Eduardo Chieffi,26 conhecido como Pauê, escreve o livro de sua vida após o acidente com um trem em 2000, que ficou biamputado.

Paulo Eduardo Agaard, mais conhecido como Pauê, mostra, a cada dia, como o esporte é uma das melhores maneiras de recuperação.
Surfista desde os 9 anos, teve grande parte de sua adolescência dedicada ao esporte mas, aos 18 anos, sofreu um acidente que mudou sua vida! No dia 8 de junho de 2000 ele foi atropelado por um trem ao atravessar uma linha férrea desativada em São Vicente, Litoral Paulista.

Não foi fácil se recuperar, isso o colocou numa situação de ter que enfrentar as duras barreiras da vida e superar esses limites. A partir do encorajamento dos médicos e da família ele descobriu que poderia virar o jogo, e afirma “Eu vi de uma outra forma o acidente. Não pelo fato de “perdi as pernas” mas sim: estou vivo!”

Assim, Pauê não desistiu de praticar esportes. Ele encontrou na musculação e natação um caminho para dar a volta por cima e em menos de três meses, com fisioterapia, próteses, determinação e persistência Pauê não só voltou a andar como também a surfar. Ele conquistou o título de primeiro e único surfista bi-amputado do mundo!

Confiante na capacidade de superação investiu no triathlon. Ele foi se adaptando as competições e, em 2002, em Cancún, no México, conquistou o título mundial de Triathlon; já em 2003 foi bronze no Panamericano; daí em diante conquistou muitos outros títulos. “Eu me lembro de uma travessia aquática que consegui fazer uma distância de quase 8 quilômetros nadando. Um distância que eu não imaginava fazer com as duas pernas e realizei sem as duas. Eu vi que o impossível não existe!” recorda-se com alegria.

Atualmente Pauê compete, treina, palestra formou-se em fisioterapeuta e a sua história de superação tem levado inúmeras empresas a contratarem seu trabalho.

Quando muitos desistiriam Pauê mostrou a força que o esporte tem em sua vida e seguiu em frente.

“A vida o esporte estimula as pessoas e prova a cada dia que deficiência não é sinônimo de ineficiência! e superação significa ultrapassar limites! Eu sei que todos somos capazes, não podemos esperar que o milagre aconteça, temos que fazer contecer.” conclui o atleta.

Para quem quiser conhecer melhor o trabalho do Pauê entra lá no site: htto://www.paue.com.br

No vídeo abaixo conheça um pouquinho mais sobre Pauê e saiba o que a palavra superação significa para o atleta!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s