Pedalar com um único objetivo: qualidade de vida

Pedalar é hoje uma paixão para Suzana Almeida. A estudante de Educação Física encontrou no esporte uma fonte de prazer, qualidade de vida e uma solução para o que tanto a incomodava e prejudicava: a obesidade. “Comecei a pedalar com um único objetivo, ter uma melhor qualidade de vida, e com isso consegui sair dos meus 110 quilos, que era o que eu pesava quando comecei. Eu pesava tudo isso e ainda conseguia pedalar quase 30 km numa noite, isso se chama amor e prazer em pedalar.”, conta a estudante.

Para a nutricionista Tatiane Abrantes uma boa alimentação conciliada com as pedaladas transformam vidas: melhora o sono, a memória, a pele fica mais hidratada, evita o envelhecimento precoce, além de ficar com uma aparência e rotina saudáveis. ”Conquistarmos uma qualidade de vida é de fundamental importância para continuarmos aos trabalhos e aos lazeres. E para isso devemos buscar se exercitar com atividades que promovam prazer e com orientação de profissionais; além de nos alimentarmos bem e com orientação  de um nutricionista para ensinar a desenvolver hábitos alimentares para cada fase de vida, de forma individualizada, objetivando suprir as necessidades nutricionais e consequentemente as exigências do organismo “., conclui a nutricionista.

A estudante Suzana e a nutricionista Tatiane garantem que as pedaladas ajudam a emagrecer e a conquistar um estilo de vida saudável. Mas você sabe aonde pode andar aqui em São Paulo? De acordo com a CET, no Município de São Paulo existem atualmente 242,31km de infraestrutura cicloviária de circulação, composta por ciclovias, ciclorrotas e ciclofaixas. Também estão implantadas 96 estações de bicicleta pública, que disponibilizam quase mil bicicletas para a população.

Mas o que são as ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas? Você sabe qual a diferença de cada uma?

A utilização de tais conceitos ainda é novo na nossa cultura. Para muitos tanto faz, é tudo a mesma coisa, mas não é. Cada um tem uma finalidade específica e se diferencia em alguns pontos.

Segue abaixo a diferença entre os três:

Ciclovia:

A ciclovia é um espaço segregado exclusivo para ciclistas. Existe uma separação física que isola as bicicletas dos outros veículos. Essa separação pode ser feita com grades, muretas, blocos de concreto ou outros tipos de isolamento fixo. Em São Paulo, atualmente, temos a Ciclovia do Rio Pinheiros, da Braz Leme, Radial Leste e Adutora Rio Claro (São Mateus). As ciclovias são encontradas normalmente em vias expressas e avenidas, pois protege o ciclista do tráfego intenso.

cicloviaCiclovia do Rio Pinheiros. Foto: Reprodução

CicloFaixa:

Ao contrário da ciclovia, as ciclofaixas não possuem uma separação física e fixa. Normalmente a separação ocorre por faixas pintadas no chão e a utilização de “olhos de gato”, por exemplo. Temos na nossa cidade a ciclofaixa de Moema, que funciona 24h por dia, é definitiva e possui 3,3 km, e a nossa CicloFaixa operacional de Lazer (operacional porque ela não é fixa, opera somente em dias específicos, sendo desmontada após o horário de funcionamento. Tecnicamente poderia ser chamada também de ciclovia operacional).  A CicloFaixa de Lazer possui, atualmente, 119,7 km de faixas para ciclistas.

ciclofaixaCicloFaixa de Lazer de São Paulo. Foto: arquivo CicloFaixaSP

Ciclorrota:

A ciclorrota não possui nenhum tipo de separação. É um caminho recomendado para os ciclistas, que pode ser sinalizado ou não. O carro e a bicicleta dividem a rua e a sinalização, quando existe, aponta preferência dos ciclistas, indicando aos motoristas que a velocidade deve ser reduzida e a atenção redobrada. Trata-se então de uma rota que foi traçada como sendo a melhor opção para que os ciclistas cheguem ao local de destino. Mesmo sendo um trajeto, sem segregação, uma parte ou toda rota pode passar por ciclovias e ciclofaixas. Em São Paulo podemos destacar as ciclorrotas da Mooca, da Lapa e do Brooklin.

ciclorrotaPlaca sinalizando ciclorrota. Foto: Reprodução

E para saber as melhores rotas no site www.cidadedesaopaulo.com/ciclofaixa/ você consegue ver os mapas das ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s